.Ja nos visitaram:

Web Counter
Free Counter

Domingo, 10 de Dezembro de 2006

A História da ECW

NWA Eastern Championship Wrestling

 

A Eastern Championship Wrestling (que depois viria-se a chamar Extreme Champinship Wrestling) foi fundada em 1992 e era um membro da National Wrestlin g Alliance (NWA). Depois de o dono Todd Gordon se ter zangado com o head-booker Eddie Gilbert, resolveu por no lugar de Eddie Gilbert, Paul Heyman. Foi escolhido por ser precisamente ser o “confidente” de Gilbert. Gordon queria que Heyman ajuda-se a preparar um grande show de nome Ultra Clash ’93 (8 de Setembro de 1993), na ECW Arena em Philadelphia. Heyman sentia que a maioria das promoções de wrestling profissional eram semelhantes a “bandas de Rock de cabelos compridos”. Quando a ECW se estava a ramificar, os wrestlers profissionais tinham, maioritariamente, gimmicks caricaturadas e podendo-se mesmo dizer, infantis, o que estava a tornar o produto comercializado mais para crianças do que para o esperado publico- alvo que era masculino e com uma faixa etária entre os 18 e os 35 anos. Para além disso, existiam taboos como o derramamento de sangue e mulheres a entrar em combates de homens e a “levar porrada”. Heyman, no entanto, via a ECW como uma promoção de wrestling profissional equivalente à banda de rock Nirvana. Em 1994, o contrao de Jim Crockett com Ted Turner (que tinha comprado a WCW de Crockett em 1998) estava lançado e ele resolveu voltar a promover com a NWA novamente. Então, Crockett encontrouse com Todd Gordon e pedio-lhe para fazer um torneio para o NWA World Championship na ECW Arena, a 27 de Agosto de 1994. O presidente da NWA Dennis Corzalluzzo, pensou que Crockett e Gordon iriam tentar monopolizar o titulo (como Crockett tinha feito nos anos 80) e disse-lhes que eles não tinhm autorização para tal e resolveu ser ele próprio a tomar conta do torneio. Grodon estava chateado com Corzalluzzo pelo seu uso abusico do poder e planeou, juntamente com Shane Douglas (já estava decidido ser ele a ganhar o titulo contra 2 Cold Scorpio) “deitar o titulo abaixo” e separar a ECW da NWA. Num agora clássico discurso pós-combate, Shane Douglas disse não querer fazer parte de uma organização de tinha “morrido” 7 anos antes (presumuvel quando Jim Crockett Promoteions romperam com a NWA e se tornou a WCW). Depois com a separação da NWA, a Eastern Championship Wrestling mudou oficialmente o seu nome para Extreme Championship Wrestling e tornou-se uma promoção “underground” bastante bem sucedida. O grupo mostrava diferentes tipos de Wrestling profissional e popularizou  os combates “Hardcore” recheados de sangue. A intenção da ECW sempre foi de se distanciar das organizações multi-milionárias como a WWF ou WCW e mostrar uma alternativa plausível para os Fãs de wrestling puro e duro. Alguns dos wrestlers que ajudaram a lançar a ECW foram Shane Douglas, Tommy Dreamer, The Sandman, Cacktus Jack, Terry Funk, Sabu, Public Enemy e Tasmaniac.

 

                                                           História

 

Depois do crescente sucesso da ECW, a WCW e a WWF começaram a adoptar as ideias desta promoção e a comprar os seus talentos. Paul Heyman acredita que a ECW foi a primeira vitima da chamada “Monday Night War” entre a “WCW Monday Nitro” e a Monday Night RAW” da WWF. Enquanto que a ECW tinha um tanto de relações profissionais com a WWF (ao ponto de autorizarem Stoyylines entre as 2 promoções, a WCW recusava-se a mencionar o nome ECW, chamando-lhe de “cidade do arame farpado” e “a grande independente promução” que fazia combates nas salas de bingo (ridicularizando-os por terem pouco publico).

 

                                                       A Crucificação

 

Um dos momentos mais infames na História da ECW foi no dia 26 de Outubro de 1996, em um evento de nome High Incident. O incidente envolvia Raven crucificando literalmente Sandmam. Sandman estava “fechado” numa feud com Raven sob controlo de Tyler Fullington, o filho mais novo de Sandman. Nessa noite Tyler apareceu para dar um abraço ao seu pai antes de Raven Surgir através da multidão e atingir Sandman com uma cadeira. Depois disso Raven aplicou o Piledriver em Sandman sobre duas mesas. Com a ajuda da “mulher” de Sandman Lori, Stevie Richards, The Blue Meanie e Super Nova, Raven amarrou Sandman a uma cruz de madeira e colocou-lhe uma coroa de arame farpado na cabeça. Kurt Angle que estava na ECW Arena na noite da crucificação (tinha ganho a medalha olímpica  e tinha sido levado para a ECW por Tazz), afirmou ter achado repugnante essa cena a Paul Heyman e avisou este que se a sua imagem ou nome aparecesse no mesmo programa por incidente, iria ter uma conversa com os seus próprios advogados. Depois do intrevalo, Raven teve de regressar ao ringue e pedir desculpas publicamente pelo incidente a todos os que ficaram ofendidos pelo uso abusivo de um ícone religioso. No final, este incidente nunca foi mostrado, devido a controvérsia que iria causar.

 

                                                    Mass Transit

 

O ano de 1996 foi recheado de acontecimentos polémicos para a ECW e este não foge a regra. Nas vésperas de Natal do ano de 1996, a ECW quase que perdeu a oportunidade de ter um PPV, devidoá publicidade negativa que rodeava o incidente que viria a ser chamado de Mass Transit. Mass Transit era o nome de um Wrestler de 18 anos de idade que o verdadeiro nome era Eric Kulas. A ECW realizou um house show no dia 23 de Novembro de 1996 em Revere, Massachusetts, Kulas pediu a Heyman se podia preencher o lugar de Axl Rotten que estava programado para ser parceiro de D-Von Dudley, num combate contra os Gangstas – NewJack e Mustapha Saed. O problema foi que o jobem Kulas mentiu a Heyman acerca da sua idade (disse que tinha 19) e falsificou a sua decumentação. Antes do combate Kulas pediu a New Jack para o cortar já que ele nunca tinha feito isso a si próprio  e New Jack assentiu. New Jack no combate, acidentalmente, fez o corte demasiado profundo na testa de Eric, com uma X-acto, e atingiu 2 artérias. Kulas imediatamente desmaiou enquanto sangrava abundantemente. A família de Kulas processou a ECW e New Jack pelo incidente, mas o processo não chegou a terminar.

 

                                           WWF Cross Promotion

 

A 1º vez que Vince soube da ECW foi o King Of The Ring de 1996, que foi realizado na casa da ECW em Philadelphia. Durante o combate entre Mabel e Savio Veja, o publico de repende começou a entoar o cântico da ECW. Posteriormente, no In Your House: Mind Games em Philadelphia, algumas das estrelas da ECW (entre eles Sandman, Tommy Dreamer e Tazz) estavam na fila da frente da Arena e Sandman intreferio num combate. No dia 24 de Fevereiro de 1997, na edição da RAW ao vivo em Manhattan Center, a ECW fez a sua invasão. Eles avançaram storylines e fizeram 3 combates em frente de audiências da WWF e McMahon atraiu ainda mais atenções ao colocar-se ao lado de Jerry Lawler e Heyman. Jerry Lawler não era fã da ECW, chegando mesmo a apelidar a ECW de “Extremely Crappy Wrestling”. Lawler tinha ficado inconformado com McMahon por este estar a dar tempo de antena precioso a uma promoção rival. O Manhattan Center em Nova York estava temperado com um grande numero de fãs da ECW que entoavam cânticos de “BO-RING” aos wrestlers da WWF quando achavam que o combate estava a ser uma seca. Por outro lado quando as estrelas da ECW apareciam, eram cantadas as famosas frases que eram a imagem da marca dos fãs. Possivelmente, o momento mais memorável do show ECW/WWF foi um episódio envolvendo Sabu a executar um SummerSault na “Team Tazz” de cima do gigante “R” da palavra RAW que decorava a entrada do dos Wrestlers. Outro momento memorável envolveu os então ECW Tag Team Champions, The Eliminators (Perry Saturn e John Kronus) a executar o seu Finisher “Total Elimination” (dois spin kicks em simultâneo um atingia o peito e o outro as pernas do adversário) num pobre comentador no ringue. Paul Heyman entrou então no ringue e disse a McMahon e a Lawler que “o desafio tinha sido aceite” No Wrestlerpalooza de 1997, Jerry Lawler surpreendeu toda a gente ao aparecer na ECW Arena. O Wrestlerpalooza ’97 apresentava o ultimo combate de Raven na ECW que iria partir para a WCW. Tommy Dreamer, o seu inimigo de longa data, finalmente conseguiu ganharlhe. Mas a comemoração não durou muito, pois Jerry Lawler juntamente com Sabu e Rob Van Dam atacaram Tommy Dreamer. Isto fez com que fosse marcado um combate no PPV Hardcore Heaven de 17 de Agosto de 1997 entre Dreamer e Lawler. O combate foi ganho por Lawler.

 

                                                       Barely Legal

 

A 13 de Abril de 1997, a ECW tinha o seu primeiro Wrestling Card (Barely Legal) televisionado em Pay-Per-View, cujo o momento alto foi a vitória de Terry Funk de 53 anos de idade a ganhar o ECW World Heavyweight Championship na ECW Arena. Mas, conseguir este PPV, em primeiro lugar foi uma batalha árdua. Os Chamado Viewer’s Choice da altura (o serviço de PPV’s) estavam hesitantes em colocar a ECW num PPV, pois achavam que eles eram muito vulgares e brutais. Foi devido ao constante pedido de fãs que Viewer’s Choice autorizou a emissão do PPV, mas com a condição de este ser exebido a partir das 9:00 PM, em vez das habituais 8:00 pm. Só por curiosidade aqui estão os resultados do 1º PPV da ECW. The Eliminators venceram os Dudleys ( Bubba Ray Dudley & D-Von Dudley) por pinfall e ganharam os ECW Tag Team Titles. Rob Van Dam ganhou a Lance Storm por pinfall. The Great Sasuke, Gran Hamada e Masato Yakushiji venceram Taka Michinoky, Cick Togo e Terry Boy por pinfall. “The Franchise” Shane Douglas venceu Pittbull #2 por pinfall continuando detentor do ECW TV Title. Tazz Venceu Sabu por submissão com o famoso Tazmission. Terry Funk venceu Ravenpor Pinfall e ganho o ECW World Title. Pouco tempo depois deste PPV, Todd Gordon vendeu a ECW a Paul Heyman. Começaram então a emitir bimensalmente em PPV. Gordon continuou como alto comissário. Gordon foi depois despedido ou resignou (de acordo com a Storyline) devido aos rumores de que tentava que as estrelas da ECW se junta-se à WCW. Eventualmente Paul Heyman estava preparado para processar a WCW pela quebra de contrado de Raven que se tinha juntado à WCW em’97, Heyman apesar da vontade, não tinha poder legal nem financeiro para processar a WCW e resolveu deixar o assunto pendente, mas nunca voltou a ser falado.

 

 

 

 

                                  A controvérsia de Mike Awesome

 

A 19 de Setembro de 199, no PPV Anarchy Rules, Mike Awesome venceu Taz e Masato Tanaka num 3-Way Dance (praticamente o mesmo que uma Triple Threat Match) e conquistou o ECW World Title. Este foi o ultimo combate de Tazz antes de se juntar a WWF. Mike Awesome segurou o titulo até 13 de Dezembro do mesmo ano, quando o perdeu para Masato Tanaka. Passados 10 dias, Awesome conseguiu reave-lo. Em Março de 2000, Awesome repentinamente deixou a ECW para se juntar à WCW apesar de ainda continuar detentor do titulo. Isto levou a que a ECW ameaça-se com acções legais e então Awesome concordou em regressar à ECW para perder o titulo com qualquer um. O combate de Awesome ficou marcado na história do wrestling profissional, por ter sido o único combate entre um wrestler contratado pela WCW (Mike Awesome) que defrontou um contratado pela WWF (Tazz) num evento feito pela ECW (ou seja, não tinha nada haver com as duas promoções a que pertenciam). O combate  histórico entre os dois teve lugar em Indianapolis, Indiana, no dia 13 de Abril de 2000. Num combate de 3 minutos, Tommy Dreamer avançou para o ringue aplicando um DDT a Awesome (um acerto de contas) e Tazz seguidamente foi para o Tazzmission ganhando assim o combate, por submissão. Tazz pegou no microfone e explicou que ele tinha voltado porque quando tinha saído, saiu da maneira correcta e que agora ele tinha mostrado a maneira correcta a Awesome fazendo-o desistir. Awesome saiu do recinto pelo público, para evitar a tensão existente nos balneários da ECW. Na realidade, Mike Awesome nunca chegou a entrar nos bastidores da Arena. Ficou no seu hotel com o chefe de segurança da WCW e alguns policias até ao inicio do combate. Apareceu na Arena 15 minutos antes do combate, combateu, perdeu e realmente saiu através da multidão. Todos os contactos entre a ECW e Mike, foram feitos através de telemóvel.

 

                                                             XPW

 

No ano 2000, a ECW decidiu promover um PPV em Los Angeles. Foi possivelmente, a 1ª vez que a ECW tentou organizar um evento na costa oeste dos EUA. Uma promoção que funcionava nessa conta, a Xtreme Pró Wrestling (XPW) começou logo a fazer depoimentos de que a ECW estava na terra deles e que iriam fazer tudo para interromper ou mesmo terminar com este PPV. A ECW estava a criar grandes riscos financeiros por produzir este show na Califórnia e sentiu que a XPW era somente uma pequenina indy fed (apesar de que a ECW, no inicio também não passava de uma) e que estavam a tentar ganhar fama ás custas desta promoção.

Então quando os wrestlers da XPW apareceram no PPV, a ECW estava pronta para eles. Quando o PPV estava prestes a começar, os wrestlers da XPW instalaram-se nos primeiros lugares para conseguirem bilhetes. Durante o PPV, usaram t-shirt’s alusivas á XPW e gritavam aos wrestlers da ECW. As coisas começaram a correr mal, quando um dos XPW de nome Kristi Myst puxou Francine da ECW. O caos instalou-se logo quando um punhado de wrestlers da ECW correram para o ringue e começaram a lutar contra os da XPW. A luta continuou até ao parque de estacionamento onde o pessoal da ECW bateu facilmente os da XPW. Todos estes confortos não ajudaram nada a XPW, pois muitos fãs não sabiam o que se estava a passar e toda a luta não foi gravada pelas câmaras. Muitos dos fãs acharam mesmo que a  ECW fez o que deveria ter feito e que a XPW nem deveria ter estado no PPV. Uma semana depois destes confrontos, o dono da XPW Rob Black, começou a dizer que o pessoal da ECW bateu desmesuradamente nos seus wrestlers e que foram ao ponto de agredir também uma mulher e uma criança. Descobriu-se depois que nada disso era verdade, pois essa mulher e a criança nunca apareceram.

 

                                                       TNN

 

Antes da ECW ter um contrato com um canal de tv nacional, os seus shows e fonte de exposição eram os packs da Sports Channel América Syndication, na satélite AIM, na Internet e nas cassetes de vídeo. A ECW regularmente fazia uma convenção de nome Cyber Slam, onde os combates eram difundidos através da Internet e os fãs podiam conversar (chat) online com os próprios wrestlers.

Em Agosto de 1999, a ECW começou a ser difundida nacionalmente na TNN. Contudo, isto provou ser o principio do fim. A TNN não deu muito dinheiro á ECW para realizarem os seus shows, esperavam que a ECW tivesse uma produção de alta qualidade, tal como a “WCW Monday Nitro” e a “Monday Night Raw”. Isto era um problema para Paul Heyman, pois não queria mudar o rosto da ECW, que era a sua imagem de marca. Na realidade a TNN raramente publicitava a ECW e das poucas vezes que o fez foi durante um show da ECW. A TNN também censurou uma grande parte dos programas apesar de que a violência é que tornava a ECW única. Também não queriam o tema principal dos shows que era uma combinação da música “Closer” dos Nine Inch Nails (o bater do coração que soletrava E-X-T-R-E-M-E) e a música “ThunderKiss 65” dos White Zombie, porque, segundo Paul Heyman, achavam demasiado demoníaco. Aparentemente também não queriam referências á palavra “ódio” (que deveria ser trocada por “intensa antipatia”) e não queriam vídeos de músicas no programa. Durante a 1ª edição da ECW na TNN, Heyman estava de tal modo insatisfeito com o acordo, que em vez do combate normal passou uma repetição do combate entre Rob Van Dam e Jerry Linn, do PPV Hardcore Heaven de 1999. Heyman estava mesmo chateado com o modo como a TNN estava a tratar a ECW que foi ao ponto de cortar uma promo e enderençar o seu total ódio á TNN (ou “The Network” como ele lhe chamava). Heyman acreditava que a TNN usava a ECW como uma cobaia para ver se o wrestling profissional era bem sucedido no canal. Heyman decidiu recrutar Don Callis que fazia de Cyrus, para servir como uma metáfora para falar sobre o verdadeiro problema entre a ECW e a TNN naquele momento. Callis fazia um representativo para a TNN/ The Network, que constantemente criticava a natureza violenta dos programas da ECW. Apesar da ECW se ter tornado num dos programas mais vistos da TNN, Heyman decidiu iniciar publicamente negociações com os produtos da WWF de Vince McMahon. A ECW na TNN foi cancelada em Outubro do ano 2000, sendo substituída pela RAW. Até este dia Paul Heyman acredita que a falta de um verdadeiro contrato na tv nacional foi a causa principal do desaparecimento da ECW.

 

                                                   Banca Rota

 

A ECW lutou durante meses depois do cancelamento do seu programa, tentando assegurar um novo contrato com um canal de tv nacional, mas não conseguiram. Apesar da ajuda da WWF, Heyman não conseguia sair dos problemas financeiros que a promoção tinha e entrou em banca rota no dia 4 de Abril de 2001. A companhia estava listada como tendo fundos que totalizavam os 1.385.000 dólares.

Incluído neste número estavam 860.000 dólares de contas em nome da companhia In Demand Network (ppv), ACCLAIM (jogos de vídeo) e a original San Francisco Toy Company (bonecos). O balançp dos fundos eram a colecção dos vídeos (500.000 dólares), um Ford Transit de 1998 (19.500 dólares) e o restante inventário de mercadorias (4.000 dólares). O passivo da companhia totalizava os 8.881.437.17 dólares. A classificação da banca rota (a quem eles deviam dinheiro) incluída centenas de reclamações, incluindo produtos da companhia, edifícios usados ou propriedade da ECW, tv’s em que a ECW era exibida, agencias de viagens, companhias de telefone, honorários de advogados, wrestlers e outros talentos. Wrestlers e talentos eram listados com valores devidos que rondavam os 0 dólares para Sabu e Steve Corino, até centenas de dólares e nalguns casos mesmo milhares. Os maiores valores devido a talentos eram a Rob Van Dam (150.000 dólares), Tommy Dreamer (100.000 dólares), Joye Styles (50.480 dólares), Shane Douglas (48.000 dólares) e Francine (47.275 dólares).

 

 

                                                           A Aliança

 

Pouco tempo depois do fecho da ECW, Heyman era contratado para a WWF como uma personagem “on-air” e escritor. Durante a invasão os antigos Wrestlers da ECW “reformaram” esta promoção com uma storylina na qual Stephanie McMahon era a dona. A WCW (com Shane McMahon como dono) juntou-se para formar a “Aliança”. Heyman e Stephanie trouxeram para a WWF os Dudley Boys, Tazz, Rob Van Dam e Dreamer entre outros. Durante o Verão e Outono de 2001, a Team Aliance e a WWF lutaram em diversas batalhas, que culminaram num ”Winner Take All Match”, na Survivor Series de 2001. Team Aliance (RVD, Booker T, Kurt Angle, Shane McMahon e Stone Cold) contra Team WWF ( Undertaker, Kane, Big Show, Chris Jericho e The Rock). The Rock e Stone Cold foram os últimos sobreviventes das suas equipas . A Team Aliance perdeu, depois de The Rock ter feito o seu Rock Bottom sobre Stone Cold, o que significava a Team Aliance (WCW e ECW) estavam fora de acção.

 

                                           The Rise and Fall of ECW

 

No Verão de 2003, a WWE comprou os fundos da ECW num tribunal de banca Rota, adquirindo os direitos da “livraria” dos vídeos da ECW. Usaram então essa “livraria” para fazer um DVD duplo chamado “The Rise and Fall of ECW” que foi lançado em Novembro de 2004. O primeiro DVD era um documento de 3 horas sobre a história da companhia. O outro DVD tinha alguns combates da história da ECW e Promos surpresa dos Wrestelrs. O DVD venceu muito bem, muitos retalhistas incluindo vendedores On-Line como a Amazon.com e a Best Buy tinham que frequentemente renovar os Stocks. Este DVD é correntemente o segundo mais vendido da história da WWE, sendo apenas batido pela Wrestlemania XX.

           


publicado por Nuno às 20:16
link do post | comentar | favorito
|

.Menu

Home Page
WWE Zone
Noticias 
RAW 
Smackdown 
ECW  
Backlash
Pay-Per-Views  
Campeões 
Wwecwnuno Zone 
Biografias 
História da ECW 
Links